Na modernidade as mulheres geralmente estão tão envolvidas em realizar multitarefas (cuidar dos filhos, da casa, do emprego) que muitas vezes se esquecem de cuidar da sua própria saúde, inclusive de sua saúde mental. Em alguns momentos é preciso parar para refletir e muitas vezes é necessário auxílio profissional para organizar estes afetos e emoções.

As mulheres apresentam um risco mais elevado para algumas doenças psiquiátricas, como ansiedade e depressão, transtornos alimentares e tentativas de suicídio. Também estão mais expostas a estressores psicossociais como abuso, estupro, violência e fatores hormonais que fazem parte do ciclo de vida da mulher (menarca, gravidez, menopausa). Até alguns casos de transtorno disfórico pré-menstrual merecem tratamento.

Se começam a aparecer alterações no sono, alimentação, humor e dificuldade de realizar as tarefas de vida diária, isto pode ter solução, às vezes mais simples do que se imagina.
Lembre-se: se sua saúde mental não vai bem, pode ser difícil manter todas as suas atividades do jeito que gostaria. Procure auxílio!

Claudia Chaves é Médica Psiquiatra formada pela Casa de Saúde Santa Marcelina